quinta-feira, 29 de julho de 2010

PNDH-3: programa contraria anseios profundos dos brasileiros

O Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH-3) destruirá a nação brasileira. É o que mostra a campanha do Instituto Plinio Corrêa de Olivieia.

Veja que os brasileiros rejeitam esse programa e manifestam sua reprovação.

Video: veja o que dizem os brasileiros
Se seu email não visualiza corretamente o vídeo embaixo CLIQUE AQUI




Caravana de jovens mostra os perigos do PNDH-3 e convida a população a se manifestar contra esse programa. Participe você também.

Video: cenas da campanha contra o PNDH3
Se seu email não visualiza corretamente o vídeo embaixo CLIQUE AQUI



Gostaria receber no meu email, gratuitamente, atualizações de 'O que está acontecendo na América Latina'

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Corão no Paquistão, PNHD-3 no Brasil?

O PNDH-3 e o Corão podem ter aplicações estranhamente análogas

Um amigo brasileiro residente em Roma enviou-me matéria ‒ era o que dizia o subject do e-mail ‒ sobre a aplicação do PNDH-3 no Paquistão!

Percebi o gracejo lendo o título da matéria jornalística: “A ‘lei sobre a blasfêmia’ também no Google e Yahoo” e saí sorrindo para tomar café.

Mexer no cafezinho convida à reflexão. Foi nessa hora que percebi a perspicácia de meu amigo. Voltei para o e-mail. A notícia de Islamabad anunciava que o governo está provocando um ciclone de censura que “mudará o mundo da internet no Paquistão, impondo fortes limitações”.

17 sites da Internet foram já interditados nas últimas horas por causa de “links e conteúdos anti-islâmicos e blasfemos”.

“Estão sendo examinados sites de grande difusão como Google e Yahoo, Youtube, Amazon, MSN, Hotmail e Bing (da Microsoft). A operação foi anunciada pelo porta-voz da Autoridade paquistanesa das Telecomunicações, Khurram Mehran, instruído pelo Ministério da Informação e da Tecnologia”, noticiou a agência Fides.

Bom, pensei, PNDH-3 e Corão decididamente não são a mesma coisa. Lula não é Maomé, e no Planalto não se reza cinco vezes por dia voltado para Meca, como também na Meca ninguém reza para o Planalto.

Mas trocando “fisco per fiasco” como dizem os italianos ‒ e meu amigo mora na maquiavélica Itália ‒ resulta que o objetivo anunciado pelo PNDH-3 de “coibir manifestações de intolerância religiosa” (Objetivo estratégico VI), pode vir a ter aplicações estranhamente análogas às impostas pelos regimes islâmicos, vários deles muito camaradas do Itamarati.

Para os fundamentalistas islâmicos ‒ e a norma paquistanesa parece feita para satisfazê-los ‒; a “blasfêmia” contra o Corão é também uma “manifestação de intolerância religiosa”. Para os outros islâmicos e outras religiões, a intolerância está nos fundamentalistas e na atual norma.

De todo esse imbróglio resulta que segundo a equipe de inspetores encarregada de monitorar a rede naquele país “se forem encontrados links ou conteúdos ofensivos, estes sites devem ser imediatamente bloqueados”.
Pleno vigor dos "Direitos Humanos" no Irã... sob o cassetete fundamentalista!

A medida, é claro, gerou desapontamento nos responsáveis de Google, Yahoo, Microsoft, que defendem a “livre expressão”.

A censura já está funcionando, e os sites estão sendo fechados, sobre tudo os anti-radicais. Bela notícia para os amigos de Ahmadinejad! Bela decisão “soberana” e “democrática” para os companheiros da turma do líder iraniano!

Na hora de aplicar o “Objetivo estratégico VI” do PNDH-3, o Brasil pode bem vir a se encontrar numa situação semelhante à dos usuários paquistaneses da Internet. Sobretudo tendo em vista o caráter profundamente anti-católico do PNDH-3.

Para combater as “manifestações de intolerância religiosa”, uma censura invasiva, meticulosa e onímoda tornar-se-á inevitável para preservar Nessa hora os partidários da “livre expressão” terão que calar a boca sob pena de atentarem contra o ‘livro sagrado’ do PNDH-3.


Gostaria receber no meu email, gratuitamente, atualizações de 'O que está acontecendo na América Latina'

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Ativistas tentam perturbar caravana contra o PNDH-3 em Ribeirão Preto

Ativistas tentam perturbar caravana contra o PNDH-3 em Ribeirão Preto.

A Caravana Terra de Santa Cruz, do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira, foi alvo de um intento de atrapalhação pelo movimento homossexual em Ribeirão Preto – SP.

O Programa Nacional de Direitos Humanos poderá generalizar esse tipo de hostilização religiosa e à liberdade de expressão no Brasil. Participe dessa campanha para evitar que isso aconteça.

A Caravana não ligou para as provocações e prossegue sua destemida denúncia.

Video: Ativistas tentam perturbar campanha de denúncia do PNDH-3
Se seu email não visualiza corretamente o vídeo embaixo CLIQUE AQUI



Gostaria receber no meu email, gratuitamente, atualizações de 'O que está acontecendo na América Latina'

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Alerta contra o PNDH-3 tem forte eco popular em Jundiaí-SP

O alerta do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira também foi pronunciado em Jundiaí.

A Caravana de Jovens Terra de Santa Cruz passou pela cidade para denunciar o Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH-3).

Video: Jundiaí-SP acolhe simpaticamente a caravana contra o PNDH-3
Se seu email não visualiza corretamente o vídeo embaixo CLIQUE AQUI



Gostaria receber no meu email, gratuitamente, atualizações de 'O que está acontecendo na América Latina'

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Itu, Sumaré e Piracicaba acolhem caravana contra o PNDH-3 com muita simpatia e apoio

A Caravana Terra de Santa Cruz integrada por jovens voluntários do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira foi acolhida com simpatia e apoio nas cidades de Itu e Sumaré (16 de julho de 2010) e Piracicaba (17 de julho).

Veja o desenvolvimento da campanha contra as ameaças contidas no PNDH-3 a ouça populares e jovens caravanistas sobre o assunto.


Video: veja embaixo o desenvolvimento da campanha em Itu, Sumaré e Piracicaba
Se seu email não visualiza corretamente o vídeo embaixo CLIQUE AQUI






Gostaria receber no meu email, gratuitamente, atualizações de 'O que está acontecendo na América Latina'

Farcs recrutam menores de idade mas ninguém protesta

Menina de 13 anos recrutada pelas FARC
Elda Neyis Mosquera, ex guerrilheira das FARCs marxistas-leninistas, "Karina", confessou à Justiça colombiana a participação em 214 crimes, entre os quais o recrutamento de 108 menores de idade e perto de 80 fuzilamentos.

Os fuzilamentos incluíram 12 civis, acrescentou ela. Ela chefiou a Frente 47 das FARCs antes de desertar. Elda confirmou os fatos em declarações a radio Caracol.

Certa mídia e algumas figuras públicas e eclesiásticas se insurgem contra a Igreja Católica por maus procedimentos de um número reduzido de eclesiásticos em tempos remotos, mas fingem ignorar crimes imensamente piores contra menores de idade praticados hoje em dia por agentes da subversão comunista, socialista ou da Revolução Cultural.

O caso de Elda deita mais luz sobre o viés ideológico da ofensiva contra a Igreja sob pretexto de alguns abusos ou maus tratos de menores, muitas vezes não demonstrados, por parte de clérigos sob responsabilidade pessoal.

Gostaria receber no meu email, gratuitamente, atualizações de 'O que está acontecendo na América Latina'

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Farcs instalou bases no Brasil, diz guerrilheiro desertor

O ex-chefe das FARCs conhecido como “Carlos”', cuja identidade é mantida no anonimato, declarou que a base das FARCs desarticulada em Manaus, é só “uma ponta de uma extensa rede” no Brasil.

FARCs vêm sendo derrotadas e procuram bases em "países amigos"
Fazem parte dela dezenas de guerrilheiros infiltrados em cidades do norte do país disfarçados de estudantes, informou “El Nuevo Herald”.

Um dos objetivos dos infiltrados é apreender o português “e conhecer mais sobre o Estado e a sociedade brasileira”, disse. Obviamente visando alguma forma de ação neles.

Segundo “Carlos” as FARCs trocam drogas por armas com os narcotraficantes de São Paulo e Rio de Janeiro. A inteligência colombiana confirmou as informações. “Carlos” participou em negócios no Brasil por mais de cinco milhões de reais.

“Carlos” reafirmou que, acuadas pelo exército colombiano, as FARCs estabeleceram bases nos países vizinhos onde contam com “amigos” de sua mesma ideologia socialista.

Gostaria receber no meu email, gratuitamente, atualizações de 'O que está acontecendo na América Latina'

quarta-feira, 7 de julho de 2010

36 jovens voluntários sacrificam férias para esclarecer a opinião pública sobre o PNDH-3

Preparando o Roteiro

No próximo domingo, (11 de julho), 36 jovens começarão uma epopéia pelo Brasil com o objetivo patriótico de alertar a população sobre as atrocidades contidas no Plano Nacional dos Direitos Humanos (PNDH-3), e o que pode acontecer com a sociedade brasileira se ele por aprovado.

O nome deste projeto foi batizado de “Caravana Terra de Santa Cruz”, uma vez que o Brasil não pode deixar de ser um país cristão, tendo a cruz como seu estandarte de fé.

Os jovens terão a missão de alertar a população, explicando o que significa o PNDH-3 e como este conjunto de leis anti-cristãs pode afetar a família brasileira.

O objetivo é conseguir milhões de assinaturas contra o PNDH-3, coletadas em cartões amarelo de advertência aos parlamentares, em alusão ao que fazem os juízes de futebol com os jogadores indisciplinados.

(Veja aqui como você pode ajudar esta campanha)

Ao final da campanha, estes cartões amarelos serão levados até Brasília, para que os políticos saibam que o Brasil é enfaticamente contra este projeto e, por isso, alerta os parlamentares para que não o apóiem.

Por conta desta iniciativa, a Central de Atendimento do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira, está recebendo diversas perguntas sobre a Caravana Terra de Santa Cruz.

Veja abaixo as principais questões referentes a esta campanha e clique em cada uma delas para ler a resposta fornecida por Daniel Martins, Coordenador da Caravana:


Ajude este Projeto em prol do futuro de nosso país!

As contribuições recebidas serão exclusivamente destinadas a sustentar a Caravana, que com a sua ajuda e de Nossa Senhora Aparecida, irá percorrer o Brasil de Norte a Sul.



Perguntas e respostas na íntegra:

1) Como vocês conseguiram reunir tantos jovens para essa Caravana, já que eles vão perder as férias de Julho? (pergunta enviada por Mariângela)

Daniel Martins, coordenador da Caravana – A resposta é simples: esses jovens perceberam que eles iriam ganhar as férias, e não perdê-las. Sim, é isso mesmo. Os 36 jovens que vão percorrer o Brasil perceberam o perigo que nosso país corre com o PNDH-3 e decidiram fazer essa campanha para impedir a implantação desse decreto que vai desfigurar a face do Brasil.

2) A Caravana vai percorrer todo o Brasil? (pergunta enviada por José Roberto)

D M – Sim, nossa meta é agir em todo o território nacional. Começaremos em Julho, saindo de São Paulo, e atingindo a maior quilometragem possível, passando pelo maior número de cidades e estados. Depois das férias, os jovens continuarão a ação em suas respectivas cidades, junto com outros amigos que não puderam vir à Caravana. E na primeira oportunidade, nos juntaremos novamente para outra Caravana conjunta.

Ajude a Caravana a ir aos quatro cantos do Brasil. Faça sua contribuição

3) Como será a campanha? (pergunta enviada por Rafael Correia)

D M – Como todos poderão ver na coluna direita da página inicial de nosso site, já conseguimos enviar, até a hora em que escrevo, 625.997 cartões amarelos aos deputados e senadores. Isso é muito importante e já está dando resultados. O Governo foi obrigado a fingir um recuo, o que prova que, se continuarmos a agir, o PNDH-3 cairá por terra. Assim, durante a Caravana vamos fazer duas ações: convidar as pessoas a assinar os cartões amarelos e depois enviar um pedido de toda a Nação a Nossa Senhora Aparecida, pedindo que Ela livre nossa Pátria do PNDH-3.

4) Como a Caravana se mantém? (pergunta enviada por Neusa Ramos)

D M – Algumas pessoas já fizeram sua doação para o início da Caravana. Temos assim os recursos para os primeiros dias. Ainda não sabemos como será depois. Só sabemos que o mais importante nós temos: os 36 jovens, com muito entusiasmo e força de vontade. Esperamos também a generosidade de todos os brasileiros que querem defender nossa Pátria. E sobretudo confiamos em Nossa Senhora e na Divina Providência, na certeza que os recursos não faltarão, pois a obra é deles. (Veja aqui como você pode doar)

5) Qual a eficácia de uma Caravana como essa? (pergunta enviada por Lourdes Aguiar)

D M – É simplesmente enorme! Pois a tática de quem está por detrás do PNDH-3 é exatamente passar todos os absurdos por debaixo dos panos. Quando alguém denuncia e alerta a população, eles sempre têm que recuar, ou tirar a máscara. Se tiram a máscara, a derrota deles é certa. Pois, como disse, eles vencem quando conseguem passar as coisas sem reação.

Faça sua parte como cidadão que ama o Brasil. Ajude a Caravana a avisar o país sobre o PNDH-3

6) Por que é tão importante combater o PNDH-3? (pergunta enviada por George Silva)

D M – Porque o PNDH-3 é um conjunto de dispositivos para subverter toda a boa ordem social e moral do país. Por exemplo, o PNDH-3 propõe a garantia do aborto; legaliza a prostituição ; promove a adoção de crianças por ‘casais’ homossexuais. Além disso, enfraquece a polícia e o judiciário, colocando-os sob o controle de verdadeiros sovietes, isto é, grupos tipo MST, CPT, etc., que vão fazer parte de Ouvidorias para controlar esses órgãos. Isso significa colocar o Brasil na mão de desordeiros e subversivos, que vão controlar até os representantes da ordem!

7) Em quanto tempo o PNDH-3 será implantado? (pergunta enviada por Júlio Fernandez)

D M – Não sabemos em quanto tempo isso pode acontecer. Mas não deixar o PNDH-3 ser implantado é justamente o objetivo e a importância da Caravana. Por isso, vamos alertar e mobilizar a opinião pública, para fazer com que o PNDH-3 seja arquivado. Entretanto quem está por detrás deste Plano, vai fazer de tudo para que isso não aconteça. Mas enquanto a população ficar atenta, eles não conseguirão implantá-lo.

8 ) Como a Caravana pode influir na implantação do PNDH-3? (pergunta enviada por Raquel Ferreira)

Daniel Martins – Da mesma maneira que os grupos pró-vida - entre eles se destacam Brasil pela Vida, Nascer é um Direito, Movimento em Defesa da Vida, etc. – estão conseguindo impedir a Lei do Aborto, e favorecer o Estatuto do Nascituro. Esses movimentos, junto aos quais luta o Instituto Plinio Corrêa de Oliveira, fazem com que os políticos não tenham ambiente para aprovar a lei do aborto. Todas as vezes que a lei do aborto foi votada, a causa do aborto perdeu. O mesmo se dará com essa Caravana.

9) Qual é a preparação que esses jovens têm? (pergunta enviada por Osias Pereira)

Daniel Martins – Nas semanas que precedem a Caravana, eles estão se reunindo com regularidade, às vezes por Internet, para estudar os assuntos da Caravana e combinar os aspectos práticos. Pois só quem aprendeu bem a matéria é que pode esclarecer a população.

Clique aqui para fazer sua doação para a Caravana Terra de Santa Cruz

10) Como é a relação da Caravana com as autoridades? (pergunta enviada por Bruno Cavalcante)

Daniel Martins – Pelo que eu conheço desse tipo de trabalho, são raríssimos os casos em que é necessário recorrer à polícia, pois a campanha é totalmente ordeira e pacífica. Os jovens são explicitamente orientados a não reagir a provocações. Mesmo assim, em toda cidade por onde passarmos vamos visitar as autoridades locais, sobretudo o Delegado.

11) Os rapazes recebem algo para participar da Caravana? (pergunta enviada por Rosângela Vilk)

Daniel Martins – Sim, recebem um pagamento altíssimo: a alegria do dever cumprido e de um ideal realizado. Além disso, as graças e recompensas da Santíssima Virgem. De bens materiais, não recebem nada. São todos voluntários. E é por isso que são importantes os donativos que recebemos, porque eles vão diretamente para a causa que defendemos. (Veja aqui como você pode doar para o trabalho da Caravana)

Video: Daniel Martins explica o quê farão os jovens: 
Se seu email não visualiza corretamente o vídeo embaixo CLIQUE AQUI



____________________________________

As contribuições recebidas serão exclusivamente destinadas a sustentar a Caravana, que com a sua ajuda e de Nossa Senhora Aparecida, irá percorrer o Brasil de Norte a Sul.

Ajude este Projeto em prol do futuro de nosso país!


Gostaria receber no meu email, gratuitamente, atualizações de 'O que está acontecendo na América Latina'

segunda-feira, 5 de julho de 2010

“Dia da Liberdade de Impostos” recolheu largo apoio popular

Em 25 de maio, diversas associações comerciais e empresariais, o Instituto Mises e o Movimento Endireita Brasil, organizaram um “Dia da Liberdade de Impostos”, para protestar contra os tributos abusivos no País, noticiou a Band.

Veja a reportagem da Band nos postos de gasolina

Se seu email não visualiza corretamente o vídeo embaixo CLIQUE AQUI



Em São Paulo e Brasília o preço cobrado pela gasolina nos postos participantes caiu de R$ 2,3999 para R$ 1,18. De acordo com IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário), 53,03% do valor cobrado pelo litro da gasolina se esvai com tributos.

A manifestação ocorreu também em Belo Horizonte, Porto Alegre, Vitória e Campo Grande (MS). Em Santa Catarina as filas demoraram horas, mas os consumidores apoiavam a iniciativa, informou o “Diário Catarinense”.

Indo em sentido contrário, o presidente Lula discursou na 33ª reunião da Cepal, e defendeu a alta carga tributária do País, noticiou “O Estado de S.Paulo”.

Gostaria receber no meu email, gratuitamente, atualizações de 'O que está acontecendo na América Latina'