segunda-feira, 19 de abril de 2010

Cubanos montam esquema repressivo de Chávez

Chávez e ministro cubano Ramiro Valdés
Ramiro Valdés Menéndez, o cubano nomeado pelo ditador Chávez como ‘czar do apagão’ para tentar o conserto da falida rede elétrica venezuelana, na realidade é um dos fundadores da polícia política cubana, conhecida como “G-2”.

Ela foi montada nos moldes da KGB soviética, recebeu assessoria da polícia secreta da Alemanha Oriental ‒ Stasi, e é responsável de inúmeros crimes ideológicos.


O “comandante Ramiro” é um dos chefes mais veteranos da Revolução castrista da qual foi ministro do Interior numerosas vezes e reprimiu com violência dissidentes e opositores do regime socialista. Atualmente ele é ministro de Informática e Telecomunicações na ilha e se encarrega da censura das comunicações e da Internet.


“Não dá para entender como o ministro de um país onde os apagões são crônicos há muitos anos contribuirá para a solução do problema na Venezuela”, comentou o Prof. Omar Noria, da Universidade Simon Bolívar.

“A chegada de Valdés na realidade servirá para reforçar o aparato repressivo”, escreveu o jornal El Universal, de Caracas, citando o dissidente cubano Guillermo Fariñas Hernández, uma das vítimas de Valdés.

“Ele seria a pessoa certa para garantir, do ponto de vista repressivo, a estabilidade do governo” chavista; ele veio para “modernizar o aparato repressor do governo venezuelano” acrescentou Fariñas.

Gostaria receber no meu email, gratuitamente, atualizações de 'O que está acontecendo na América Latina'

segunda-feira, 12 de abril de 2010

PNDH-3: Todo o poder os sovietes (conselhos e CEBs)

Todo o poder aos sovietes: Dom Tomás Balduino do MST no acampamento Chico Mendes
De cima abaixo, em todas as áreas e níveis da atividade nacional, o Programa Nacional dos Direitos Humanos ‒ PNDH-3 instala “conselhos” ‒ de preferência “populares” ‒ onde a “sociedade civil” vai exercer a “democracia participativa”. Isto vale para os “direitos humanos”, meio-ambiente, Justiça, símbolos religiosos, reforma agrária, para citar poucos exemplos.

Neles, o ator principal será a “sociedade civil” cuja representação será feita notadamente pelos “movimentos sociais”.

Em outras palavras, os ativistas e agentes das ONGs ativistas à soldo material e ideológico do petismo.

A idéia não é nova. É até vetusta. Ela já gerou algumas das maiores aberrações da história. Trata-se do famigerado sistema dos sovietes da ex-URSS.

Sovietes no poder na Rússia
Os sovietes ‒ literalmente “conselhos operários” ‒ apareceram durante os incêndios criminosos da Comuna de Paris (1871) e reapareceram na revolução comunista russa de 1905. Os sovietes ou “conselhos” foram teorizados pela marxista Rosa Luxemburgo e os chamados “comunistas de conselhos”.

Neles “os trabalhadores se juntavam e discutiam regularmente no final da jornada de trabalho, ou continuamente, o dia inteiro”.

A discurseira dia e noite paralisava qualquer ambiente onde se instalava o câncer “conselhista” ou soviético. Mas, tal vez fosse este um dos subprodutos mais desejados. Na paralisia, os agentes socialo-comunistas ideologicamente motivados impunham sua vontade previamente elaborada.

A galáxia dos “conselhos” transformou-se em alavanca para implantar a socialismo russo governado pela “ditadura do proletariado” do Partido dominante: o PC.

Fidel Castro e Hugo Chávez tentaram ou tentam repetir o esquema. O resultado é patente: a ditadura totalitária consumada em Cuba e em vias de instalação na Venezuela.

Economia e luta solidaria no MST-CEBs (OESP 21-09-2000)
Na América Latina, há uma outra “tradição conselhista” tal vez mais venenosa e mais próxima ao PNDH-3. Ela passa pela esquerda católica e tem sua expressão mais conhecida nas CEBs (Comunidades Eclesiais de Base).

D. Miguel Balaguer, bispo de Tacuarembó (Uruguai) esclareceu desinibidamente que o nome “comunidade de base” é “inspirado na terminologia marxista, equivalente a soviete.”

E qual é o regime interno da CEB-soviete? A autogestão socialista, meta final da falida URSS. A autogestão é também o cerne da Economia Solidária pregada pela Campanha da Fraternidade 2010!

A Economia Solidaria da CNBB convoca os fiéis e as CEBs se engajarem nos “movimentos sociais” como o MST, animadores dos “conselhos”-sovietes do PNHD-3.

Por fora de discordâncias em certos pontos específicos, como o aborto e os símbolos religiosos, PNDH-3 e a Campanha da Fraternidade 2010 convergem espantosamente rumo à mesma meta: a utopia “conselhista” soviética!

Gostaria receber no meu email, gratuitamente, atualizações de 'O que está acontecendo na América Latina'

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Terço desvia bala das FARCs e salva o portador

José Alberto Pérez Restrepo, candidato à reeleição da governarão de Guaviare, na Colômbia, foi objeto de um atentado das FARCs marxistas. No ataque morreram quatro policiais de sua escolta e dois civis.

Os narcoguerrilheiros montaram uma embuscada numa curva da estrada na localidade de Tres Rejas e empregaram explosivos.

Os guerrilherios ainda jogaram gasolina e fizeram explodir os carros queimando vivos policiais feridos, masacrando-os, informou o diario “El Tiempo” de Bogotá.

Pérez Restrepo atribuí sua salvaçao ao terço que levava pendurado no pescoço. Inclusive uma bala foi desviada pelo objeto de piedade evitando que ficasse pelo menos quadriplégico, ou tal vez morto, noticiaram diários como “El Mercúrio” de Chile.

Gostaria receber no meu email, gratuitamente, atualizações de 'O que está acontecendo na América Latina'