segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Na Alemanha, Corte Constitucional proíbe urnas eletrônicas


A Corte Constitucional da Alemanha (foto), após acurada reflexão, proibiu as urnas eletrônicas, noticiou o diário portenho “Clarín”.

Os altos magistrados ficaram convencidos de que os argumentos apresentados não afastavam o perigo de fraude eleitoral por meio de softwares manipulados.

Para eles, o voto eletrônico enfraquece a essência da eleição e não há garantias de que o voto emitido seja o mesmo do registrado pelo computador.

Eles expressaram o temor de que as eleições tenham sua legitimidade sacrificada em função dos desejos apressados dos políticos.

Segundo Manfredo Koessl, politologo da Universidade de Córdoba, Espanha, e doctorando pela Universidade de Hamburgo a sentença foi muito bem recebida pela opinião pública.

Os alemães conhecem bem o que computador pode e não pode fazer, escreveu Koessl. e alimentam sérias dúvidas sobre o uso das urnas eletrônicas em eleições.

É uma advertência também para o Brasil.

Gostaria receber no meu email, gratuitamente, atualizações de 'O que está acontecendo na América Latina?'

Um comentário:

  1. Infelizmente o nosso amado Brasil está contaminado em todos os poderes constituidos de bandidos transvestidos de autoridades. O Fernandinho Beira Mar é Santo na frente desses canalhas que usurpão o nosso País. A inversão de valores é tamanha que ninguém viu nada, nada se ouviu, e nada foi visto......As autoridades do Prostíbulo Brasileiro estão fazendo o que querem. Esse canalha do Marco Aurélio Garcia faz o que bem entende e seu companheiro Lula pinguço o aplaude de maneira estonteante.Onde estão os caras pintadas?????? Onde estão os verdadeiros nacionalistas desse País Vilipêndiado??????? Onde estão os Militares das forças Armadas.......Esse País chegou ao fundo do poço.

    Meira

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.