segunda-feira, 6 de julho de 2009

Israel mira triângulo nuclear Irã-Venezuela-Bolívia e pode complicar o Brasil


O governo de Israel publicou relatório segundo o qual a Venezuela e a Bolívia fornecem ao Irã o urânio necessário para produzir a bomba atômica. A noticia foi veiculada por jornais como “Il Corriere della Sera”.

O alarmante “negócio” é mais um passo da longa marcha de aproximação entre os fanáticos mulláhs da Republica Islâmica xiita, e seus êmulos latino-americanos.

Em troca da ajuda nuclear, os iranianos garantiriam assistência militar. É uma combinação própria a estender até nosso continente a explosiva tensão que têm Israel e Irã nos bordos de iniciar uma guerra atômica.

Além do mais, a Venezuela, segundo o relatório, age como cabeça de ponte do movimento terrorista filo-iraniano Hezbollah. A rede terrorista teria extensões em Curitiba, São Paulo, Paraguai e Uruguai, entre outras.

Desta maneira, a América do Sul – e obviamente, o Brasil – está se transformando “num perigoso terreno de enfrentamento”, segundo “Il Corriere della Sera”.

Urge que o Brasil se descole de modo convincente desses governos esquerdistas latino-americanos. Porém, as afinidades ideológicas entre o PT e esses governos parecem passar por cima dos interesses do País e o colocam numa situação muito preocupante.

Gostaria receber no meu email, gratuitamente, atualizações de 'O que está acontecendo na América Latina?'

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.