segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Rússia tenta envolver o Brasil e América do Sul numa frente anti-EUA


A aproximação em matéria nuclear civil entre o Brasil do presidente Lula e a Rússia do onipotente Putin será um dos maiores fatores de preocupação da nova administração americana, escreveu o site Nuclear Power Daily.

A Rússia possui tecnologias – alias, bastante obsoletas, mas perigosas – e grandes reservas de urânio, mas está interessada nas reservas brasileiras.

A visita do presidente da estatal Rosatom, Sergei Kiriyenko, a Rio de Janeiro com o pretexto de participar de uns “Dias da Rússia na América Latina” criou suspeitas.

A Rússia ofereceu tecnologia nuclear aos presidentes proto-comunistas Hugo Chávez da Venezuela e Rafael Correa do Equador.

Mas, os verdadeiros intuitos russos seriam de implicar a América do Sul numa frente anti-EUA, como parte de um esforço mundial para restaurar o poder da antiga URSS.

E esses presidentes esquerdistas estariam se prestando ao jogo russo.



Enviar para meu email, gratuitamente, atualizações de 'O que está acontecendo na América Latina?'

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.