segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Bispos sul-africanos querem "importar" métodos da CPT e do MST

Fazendeiro Duncan Cook ferido por seguidores de Mugabe
A fome devasta Zimbabwe como resultado da reforma agrária socialista e confiscatória. Falta para uma espécie de papa que o plato básico dos mais pobres. Até a Coca Cola fechou.

E "ex-guerrilheiros" que formam as milícias do ditador Mugabe -- vagamente comparáveis a alguns "movimentos sociais" -- atacam as últimas fazendas dirigidas por brancos.

O ditador Robert Mugabe assassinou opositores, queimou vivas suas mulheres e fraudou as eleições. A Rússia e a China garantiram a impunidade dele na ONU.

O regime lançou uma nota de 100 bilhões de dólares zimbabuanos [foto] e logo mandou tirar 10 zeros. A China arma o ditador.

Mas a inflação atingiu o inversossímil 600.000.000%, o que equivale ao fim do papel moeda.

Nota 100 bilhoes dolares zimbabuanosEntretanto, representantes dos bispos católicos sul-africanos vieram a Brasília para “importar” os métodos da CPT, órgão da CNBB, e da sua criatura o MST para fazer análoga revolução no campo.

Reformas agrárias como a brasileira ou a zimbabuana, só se explicam por um fanatismo igualitário religioso e metafísico. O resto é pretexto sentimental ou demagógico.


Enviar para meu email, gratuitamente, atualizações de 'O que está acontecendo na América Latina?'

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.