domingo, 27 de abril de 2008

A carta que pode salvar a integridade territorial do Brasil

Parece incrível! É uma carta escrita há 30 anos! Entretanto chega hoje mais candente que nunca!

Aqui está a esperança de solução para salvar a integridade territorial do Brasil.

É uma carta escrita "Ao Papa Ignoto"! Sim, porque na época os cardeais estavam reunidos para escolher o futuro Papa João Paulo II.

A carta foi publicada na “Folha de S. Paulo” em 14-10-78. Chegou ao destinatário? Foi lida? Algo foi feito? Não sei. Mas agora o problema está mais grave.

Queira Deus que chegue a S.S. Bento XVI. Se ele a acolher bem o Brasil será salvo!

Veja o que diz a carta:

Ao Papa Ignoto

“Folha de S. Paulo”, 14.10.78

Escrevo na Quinta-feira. O conclave iniciar-se-á na tarde de sábado. Quantos dias durará a escolha do novo Papa? Quem será o novo Papa? Essa questão parece que se vai tornando mais enigmática, à medida que o tempo corre.

Ora, antes mesmo que se saiba quem ele será, desejo dirigir-lhe aqui uma súplica. Pois a magnitude do que vou pedir excede às circunstâncias pessoais de quem venha a ser eleito. Escrevo, pois, ao Papa ignoto.

Meu pedido cabe em meia dúzia de frases:

“Santo Padre, o Brasil é, no mundo de hoje, o País de maior população católica. A unidade civil desse enorme bloco religioso é fator fundamental para que ele possa dar inteiro cumprimento, entre as nações, à sua vocação cristã. Ora, essa unidade está ameaçada.

“Um só gesto vosso bastará para salvá-la. Fazei esse gesto logo nos primeiros dias após vossa eleição. Ela será o pórtico de glória com que se abrirá vosso Pontificado.

“Santo Padre, afastai o perigo com que se defronta a unidade do Brasil.”


Plinio Correa de Oliveira


Leia o texto completo do artigo


Enviar para meu email, gratuitamente, atualizações de 'O que está acontecendo na América Latina?'

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.