quinta-feira, 16 de agosto de 2007

“Socialismo do século XXI” volta-se para velho comunismo soviético


Estudiosos alemães localizaram nos arquivos comunistas de Magdeburgo a ordem escrita de “liquidar” os alemães que tentassem pular a Cortina de Aço ou Muro para obter a liberdade na Alemanha Ocidental. O documento é de lavra do Ministério para a Segurança de Estado, mais conhecido como Stasi, responsável pela repressão na Alemanha Oriental, e leva a data de 1-10-1973. “Não hesite em usar sua arma de fogo, nem sequer quando a fronteira é franqueada junto com mulheres e crianças”, diz a circular. A aplicação desta inumana ordem custou a vida de entre 270 e 780 — segundo as fontes — vítimas que tentaram fugir do horror comunista. Entretano, o mesmo comunismo está se espalhando na América Latina com rótulos do gênero “socialismo do século XXI”.

quarta-feira, 15 de agosto de 2007

Brasil “paraíso” da narco-guerrilha?


O Brasil tem-se tornado o “novo paraíso do narcotráfico” escreveu o jornal portenho “La Nación”, a propósito da detenção em São Paulo do narcotraficante colombiano Juan Carlos Ramírez Abadía. Ele está indiciado por mais de 300 assassinatos. Para “La Nación”, o Brasil “converteu-se num refúgio para traficantes prófugos e numa base de operações para os envios de droga a Europa e lavado de dinheiro”. É bem conhecida a íntima associação do narcotráfico colombiano com guerrilhas esquerdistas como as FARCs. A prisão de Abadia levantou em Buenos Aires a pergunta de quais são as conexões entre a narco-guerrilha com esquerdas como o PT que alberga graduados simpatizantes das mesmas FARCs.

Escândalos desviam atenção de desprestígio ideológico do governo argentino


Os argentinos ainda não acabam de cair em si diante da prisão de um empresário do círculo mais íntimo do presidente venezuelano Hugo Chávez que chegou na Argentina num jatinho com altos dirigentes do governo do presidente Nestor Kirchner. Ele foi pego levando na mala 790.550 dólares em efetivo, supostamente destinados a financiar a campanha presidencial da mulher do atual presidente. O escândalo de corrupção veio se somar a outros, não menos graves, ainda não elucidados mas que derrubaram, entre outros, a ministra de Economia. Estes escândalos, entretanto, desvia as atenções dos problemas de fundo como o desprestígio ideológico do governo populista argentino que encara abalado as próximas eleições presidenciais.

segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Bolívia quer substituir a Corpus Christi por festa pagã


Na Bolívia, o Movimento ao Socialismo (MAS), do presidente Evo Morales, apresentou projeto de lei para substituir a comemoração de Corpus Christi pelo “ano novo aymara”, de caráter pagão. O absurdo argumento usado é que a festividade católica é a “menos importante do ano”, enquanto na realidade “adoramos o sol que nos beneficia, traz-nos calor e força e não pede nada”. O texto foi apresentado em 21 de junho, solstício de inverno, em “agradecimento ao sol e à Pachamama (Mãe Terra)”, explicou Hilário Calisaya, deputado do MAS. Eis um sintoma do populismo esquerdista, que visa varrer o catolicismo e retornar ao primitivismo e à barbárie pagã anterior à evangelização católica e ao processo civilizatório das Américas. Evidentemente, a primeira a perder com isso é a população de origem indígena.

Não há seriedade nas “cotas raciais”


Até para intelectuais brasileiros de esquerda, os projetos de lei que criam cotas raciais não têm propósito. Segundo eles, as cotas instalam legalmente o racismo no Brasil sob pretexto de combatê-lo. O livro Divisões Perigosas: Políticas Raciais no Brasil Contemporâneo (foto), recém-lançado, reúne artigos de historiadores, antropólogos, geneticistas e educadores abertamente contrários a tais projetos, que tramitam no Congresso sob os auspícios da Secretaria Especial de Promoção de Políticas da Igualdade Racial. Entretanto o movimento pelas cotas segue em frente, pois não visa corrigir nada, mas instalar a luta de classes e de raças em nosso tão sofrido Brasil.

“Dia da Liberdade de Impostos” faz sucesso



Gasolina a R$ 1,25, carro zero-quilômetro 40% mais barato, cesta básica com 28 itens por R$ 68,50: não ocorreu isso num mundo de sonho, mas no “Dia da Liberdade de Impostos” promovido pelo comércio de Novo Hamburgo (RS). Os lojistas ofereceram os produtos pelo seu preço sem impostos. O protesto incluiu uma Caminhada da Consciência Tributária (foto) contra o excesso de tributos no País. Em Belo Horizonte, dois postos venderam a gasolina por R$ 1,42, sem imposto, num outro protesto promovido pela Câmara de Dirigentes Lojistas contra o abuso tributário. As filas de carros atingiam até dez quarteirões desde a madrugada.

sábado, 4 de agosto de 2007

Cubanos desesperados fogem de Cuba. Lula devolve boxeadores a Fidel


Correu o boato de uma deserção em massa de jogadores de Cuba no Pan-Americano. O primeiro em acreditar foi Fidel Castro quem ordenou a todos os atletas saírem imediatamente do Brasil. Por isso, a delegação não se apresentou do encerramento nem recolheu as medalhas do vôlei masculino. No atropelo do aeroporto, os atletas brincavam sem convicção sobre uma “ameaça de ciclone”, na ilha.
Cuba sofreu quatro graves deserções nos Jogos do Rio. Para Fidel Castro foi “um golpe baixo” e pediu ao Brasil que negue o asilo aos coitados que fugiram da miséria e da ditadura. O Brasil anunciou que devolverá dois boxeadores a Cuba, onde lhes esperam cruéis represálias.
Segundo “La Nación” de Buenos Aires, nos últimos 10 meses, 2819 cubanos fugiram de balsa aos EUA e mais de 2810 foram interceptados no mar. 9296 desceram no México e atravessaram a fronteira americana por terra, evitando a cruel repatriação que acontece quando pegos no mar.