quarta-feira, 15 de agosto de 2007

Escândalos desviam atenção de desprestígio ideológico do governo argentino


Os argentinos ainda não acabam de cair em si diante da prisão de um empresário do círculo mais íntimo do presidente venezuelano Hugo Chávez que chegou na Argentina num jatinho com altos dirigentes do governo do presidente Nestor Kirchner. Ele foi pego levando na mala 790.550 dólares em efetivo, supostamente destinados a financiar a campanha presidencial da mulher do atual presidente. O escândalo de corrupção veio se somar a outros, não menos graves, ainda não elucidados mas que derrubaram, entre outros, a ministra de Economia. Estes escândalos, entretanto, desvia as atenções dos problemas de fundo como o desprestígio ideológico do governo populista argentino que encara abalado as próximas eleições presidenciais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.