domingo, 29 de julho de 2007

Voracidade fiscal depaupera família brasileira

O aumento dos impostos diretos que atingem a família média brasileira foi próximo de 300%, desde 1970: de 1,19% para 4,46%.
Em 1970, após cobrir todas as despesas familiares e pagar impostos e taxas, sobrava ainda 20% da renda familiar. Hoje as despesas quotidianas absorvem quase toda a renda, ela mesma já muito apertada. Em 1970, as famílias poupavam ou investiam 16,5% do que ganhavam e hoje apenas 4,76%. As tarifas que, somadas às taxas e impostos, levavam 5,27% em 70, hoje consomem 10,85%.
Todas essas cifras se referem a impostos e taxas diretos. Se fossem incluídas as contribuições indiretas, a percentagem daria um pulo assombroso. Os dados são da Pesquisa de Orçamentos Familiares realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a maior análise do gênero feita até agora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.