domingo, 29 de julho de 2007

Presidente argentino demite bispo militar católico

D. Antonio Juan Baseotto
“Se alguém escandalizar um destes pequeninos que crêem em Mim, seria melhor que lhe colocassem no pescoço uma pedra de moinho e o atirassem ao mar” (Mc 9, 42). Estas palavras de Nosso Senhor Jesus Cristo irritaram o governo da Argentina. O bispo militar D. Antonio Juan Baseotto reproduziu-as numa carta dirigida ao ministro da Saúde, Ginés Mario González García, porque este promove o aborto e distribui preservativos entre adolescentes. O presidente Kirchner destituiu o Prelado da capelania militar, fato que não foi inicialmente aceito pelo Vaticano. Depois disso o governo argentino ensaiou um recuo. O Vaticano acabou tirando o bispo da sua função.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.