domingo, 29 de julho de 2007

OIT: inexiste escravidão infantil no Brasil

Relatórios imprecisos da Organização Internacional do Trabalho (OIT), interpretações malévolas de agências internacionais e precipitação de jornais ofereceram uma ocasião para a mídia divulgar que no Brasil haveria 559 mil crianças e adolescentes trabalhando como escravos! Segundo as mesmas versões, 10 milhões de crianças escravas encontrar-se-iam nessa situação no mundo.
Recentemente, contudo, a OIT desmentiu tais afirmações: “Nas pesquisas e rápidas sondagens feitas no Brasil, nunca identificamos casos de escravidão infantil”, comunicou oficialmente aquele organismo. Na verdade, segundo a OIT, as estimativas para o Brasil e o mundo, apresentadas de modo distorcido, referiam-se a menores de idade engajados em serviços domésticos...
Após essa indispensável retificação, não é lícito alimentar ilusão: o comuno-progressismo buscará outros pretextos para espalhar a falsa idéia de que no Brasil ainda há escravatura, e assim tentar justificar seu notório incentivo à luta de classes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.