segunda-feira, 30 de julho de 2007

Não obstante investimentos, a Venezuela cai aos pedaços

Momento em que desaba o importante viaduto que comunica Caracas a La Guaira
Caracas ficou quase isolada, pelo abandono sistemático da infra-estrutura, mas o presidente Chávez promete financiar megalomaníacos projetos, como um gasoduto do Caribe até a Patagônia, atravessando a Amazônia. Também prometeu comprar grandes quantidades de armas brasileiras; mas, quando o Brasil tentou formalizar a venda, Chávez não deu resposta. O dinheiro do petróleo é na prática engolido pelo colossal aparelho estatal, politizado e inoperante. Na Venezuela, Chávez é apelidado "Don Regalón" (O Senhor Presenteador), e suas promessas a governos amigos soam desagradavelmente aos ouvidos dos venezuelanos que vêem seu País ir à breca. No carnaval ele financiou uma escola de samba brasileira, que apresentou um enredo esquerdista. Para a Copa América, Chávez consertou a ponta para jornalistas verem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.