domingo, 29 de julho de 2007

Líderes sem-teto extorquiam famílias pobres

Bandeira do MTST
Cinco líderes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto da Região Central (MTST-RC) de São Paulo comandavam um esquema de extorsão, ameaças e lesão corporal. Foram descobertos pelo Ministério Público Estadual e a Polícia Civil. Eles induziam famílias pobres a invadir edifícios e depois lhes extorquiam dinheiro, vendendo-lhes os apartamentos invadidos ou cobrando aluguéis. Os inadimplentes apanhavam fisicamente ou eram ameaçados de morte. O principal mandante do esquema era Hamilton Silvio de Souza, ex-candidato a vereador pelo PT e ex-assessor do vereador José Américo (PT). Eis aí um sintoma de métodos ilegais e violentos do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto, que apresenta analogias com os empregados pelo MST.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.